Conheça os riscos ao contratar a empresa errada de medicina ocupacional

Conheça os riscos ao contratar a empresa errada de medicina ocupacional

Exercer uma boa gestão de segurança do trabalho é uma das principais preocupações dos gestores, pois minimiza a ocorrência dos riscos ambientais de trabalho — como os de acidentes ou ergonômicos. Por essa razão que investir nessa gestão é crucial para o desenvolvimento saudável da empresa, bem como sua sobrevivência a longo prazo.

Esse é um conceito complexo que envolve muitos termos, documentos e metodologias, gerando inúmeras dúvidas tanto para profissionais no ramo como gestores e ter uma boa empresa de medicina ocupacional é essencial para evitar futuros problemas.

Por que eu preciso ter gestão em saúde ocupacional?

Como dito, na correria do dia a dia, às vezes, um ou outro assunto passa batido. É normal encarar como prioridade coisas urgentes que precisam ser resolvidas para que a operação não pare.

Não que a saúde ocupacional não esteja bem ranqueada em uma lista de importância das empresas. Muito pelo contrário. Mas o processo burocrático pode atrasar alguns procedimentos.

Dependendo do tamanho da empresa, o número de colaboradores pode ser grande. E controlar exatamente quando cada um precisa fazer algum exame pode não ser algo que esteja no automático de todos.

 

Quem se beneficia com uma gestão ocupacional atuante?

Praticamente toda a empresa.

  • CEO: menos problemas, menos dor de cabeça, mais produtividade, mais economia, mais faturamento.
  • Funcionários: são a força motriz. Entendendo o dia a dia deles, avaliando quais os riscos próximos, é possível aumentar a qualidade de vida. E, assim, produtividade e satisfação.
  • Gestor de RH: ah, quantos problemas todos os dias, não… Obstáculos operacionais, gestão das informações ligadas à saúde, custos dos planos de saúde (que só crescem!), impacto causado pelos custos que o absenteísmo traz, falta de suporte para gerir saúde, falta de sistema moderno e automatizado para isso… Ufa!
  • CFO: imagine diminuir a parcela que os planos de saúde ocupam na folha de pagamento. Pesquisas mostram que esse valor pode chegar a incríveis 16%! E só cresce, ano após ano. A saúde da empresa também precisa ser financeira.

Investir em saúde ocupacional é investir em cada uma das camadas da empresa. As melhoras são gerais, tanto na qualidade de vida como na construção e manutenção de um caixa sempre no azul.

 

 

Fique longe de multas e processos judiciais

Isso tudo, evidentemente, vai fazer com que a possibilidade da aplicação de multas aumente consideravelmente. Se, antes, fiscalizações, na maioria das vezes, eram feitas depois de uma denúncia, agora a coisa mudou. Agentes do Ministério do Trabalho poderão ser direcionados para vistorias com muito mais precisão, já sabendo previamente de irregularidades em uma determinada empresa.

O governo federal disse que a intenção com a implantação do eSocial foi de diminuir a burocratização de alguns processos, já que 15 obrigações, antes informadas individualmente, passarão a ser integradas (algumas são GFIP, CAGED, RAIS, LRE, CAT. Assim sendo, a expectativa é de que erros em digitações de guias de pagamento de tributos sejam eliminados. Assim, cerca de R$ 20 bilhões a mais sejam arrecadados a cada ano – segundo projeção do próprio governo.

 

Moema Assessoria pode te ajudar!

A A Moema Assessoria é uma empresa de gestão de saúde ocupacional e, assim, pode te ajudar a implementar um plano adequado para a realidade da sua empresa. Nós nos orgulhamos de dizer que gostamos muito dos conceitos que se aplicam à nova saúde ocupacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *