Menu
Central de vendas: 4113-6784 - 4113-0394 - 5051-0658
Central de agendamento de exames: 5051-1083
Proteção Respiratória

Programa de proteção respiratória: Você sabe o que é?

Pessoas não são máquinas, isso é evidente, mas apesar disso ser mais do que claro, infelizmente algumas empresas ainda falham na proteção individual de seus colaboradores, o que implica em sérios problemas perante os direitos do trabalhador e deveres da empresa.

Para que serve o Programa de Proteção Respiratória (PPR)?

A missão do PPR nas empresas é justamente promover controle de doenças ocupacionais, causadas pelo exercício do trabalho, exemplo:

  • Inalação de poeira.
  • Inalação de fumos.
  • Inalação de gases.
  • Inalação de fumaça.
  • Inalação de vapores.

O Programa de Proteção Respiratória (PPR) faz parte de um conjunto de medidas que visa dar maior qualidade aos colaboradores, diante o exercício de seus trabalhos.

Ou seja, toda empresa que trabalha com serviços que envolvam agentes nocivos por inalação, deve obrigatoriamente, fornecer respiradores aos seus funcionários.

Essa medida de prevenção à saúde e programa é atuante desde 15 de agosto de 1994.

Toda empresa, portanto, além de administradores, engenheiros do trabalho, médicos ocupacionais ou técnicos de segurança do trabalho, devem elaborar, implantar e administrar esse programa para o uso correto de seus funcionários.

Ministério do Trabalho de olho…

A portaria número 1 de 11 de abril de 94 emitida pelo órgão do Ministério do Trabalho, estabelece que o uso de equipamentos de proteção respiratória (PPR), deve ser obrigado a todo empregador, de forma com que este atue e adote um conjunto de medidas capazes de promover proteção ao sistema respiratório dos empregados, no intuito de complementar medidas de prevenção ou de eliminar riscos de contaminação ou agressão respiratória no trabalho.

O que compõe o Programa de Proteção Respiratória (PPR)?

  • Procedimentos operacionais descritos.
  • Indicação do administrador do programa.
  • Seleção e limitações e uso de respiradores.
  • Treinamento de usuários.
  • Ensaios de vedação.
  • Questionário de avaliação médica.
  • Análises de fatores que afetam a escolha dos respiradores.
  • Manutenção, inspeção e armazenamento dos equipamentos.

Em que consiste o Ensaio de vedação e em que ele se associa com o Programa de Proteção Respiratória (PPR)?

Também conhecido como FIT TEST, esse ensaio de vedação é realizado antes dos trabalhadores utilizarem os respiradores em determinada área que está contaminada ou poluída.

Este ensaio deverá ser adequado de acordo com cada tipo de respirador. Existem alguns tipos, como exemplos:

  • Respiradores com purificador de ar.
  • Máscara de segurança.
  • Respirador de adução de ar com circuito fechado, aberto, para fuga ou de fuga.
  • Respirador com vedação negativa.
  • Respirador com vedação positiva.
  • Respirador tipo motorizado.
  • Respirador linha de ar comprimido.

Todos os respiradores de pressão negativa devem passar pelo ensaio de vedação. Já os respiradores de pressão positiva que têm cobertura para as vias respiratórias com vedação para face, deverão ser ensaiadas no modo de pressão negativa.

Também é importante frisar que o administrador do programa deve registrar todos os ensaios de vedação, de modo que a empresa tenha documentado todos os procedimentos, demonstrando assim, ser cautelosa quanto ao PPR.

Nos casos em que o trabalhador não puder obter uma vedação facial com o respirador de pressão negativa; o mesmo deve utilizar um de linha de ar comprimido ou do tipo motorizado.

Importante:

Não se deve realizar ensaios de vedação facial com indivíduos que possuam cicatrizes profundas na face ou ainda profissionais que usem barba.

Vantagens do Programa de Proteção Respiratória (PPR)?

O programa serve para prevenir problemas de saúde em ambientes com materiais em suspensão, como aerodispersóides, névoas, fumos, radionuclídeos, fumaça, vapores, gases, entre outros que são considerados prejudiciais à vida.

Sendo assim, o PPR dá apoio e suporte na proteção dos pulmões, da traqueia, da faringe e das fossas nasais.

Portanto, esteja atento às demandas de proteção e atue dentro da Lei, com assertividade e prevenção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *