Menu
Central de vendas: 4113-6784 - 4113-0394 - 5051-0658
Central de agendamento de exames: 5051-1083
Investir Agora Em Medicina Do Trabalho

Por que sua empresa deve começar a investir agora em medicina do trabalho

Sobrecarregados de impostos, leis e obrigações financeiras, o empresário costuma pensar que investir em Medicina do Trabalho como mais um custo sem retorno, outra despesa para sua empresa. Então iniciaremos essa coluna, em quatro episódios, para explicar a importância de medicina do trabalho, as principais normas e como o E-social irá impactar a dinâmica da sua empresa no quesito da segurança do trabalho.

MEDICINA DO TRABALHO É INVESTIMENTO

Na verdade, temos a certeza que investir em Medicina do trabalho deve ser algo visto como um investimento essencial. Primeiro porque a implantação das normas é muito mais barata que as multas e penalidades previstas por lei.

Segundo que, assim como acontece com os seguros, o empresário só entende a importância de medicina do trabalho quando de fato precisar da consultoria, o que pode acontecer em qualquer ocasião. Por exemplo, no caso de acidentes de trabalho, acidentes de trajeto, e muitos mais. A  empresa que está assegurada consegue resolver suas pendências de forma rápida, evitando desgastes e ações trabalhistas desnecessárias.

Funciona como um efeito dominó. Brechas que parecem insignificantes no meio do processo (falta da documentação, falta de informação quanto à estabilidade em casos de retorno ao trabalho ou cipeiros,  pagamentos de insalubridades) podem desencadear erros sucessivos expondo o empresário a questões trabalhistas que poderiam ser evitadas, mas somente quando o gestor decide investir na medicina do trabalho.

ENTENDENDO AS NORMAS – PARTE 1

Neste capítulo, abordaremos o PCMSO E PPRA. Esses são programas obrigatórios para qualquer empresa que possua ao menos um funcionário registrado e independente da atividade que a empresa exerça. Além do mais, a implantação dessas normas será obrigatória para  implantação do E-social na sua empresa.

Entendendo as Normas para investir em medicina do trabalho – Parte 1

PCMSO

O PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional – foi estabelecido pela Portaria nº 24/94 do MTbE/SSST, obrigando as empresas a elaborar e implementar um controle de saúde dos trabalhadores, de acordo com os riscos ocupacionais aos quais estejam expostos.

O documento é elaborado por um médico do trabalho e prevê a realização de exames médicos e, quando necessários, a realização de exames complementares que acompanharão  a saúde do trabalhador durante a estadia dele em sua empresa.

Exames periódicos são essenciais! É através deles que o médico do trabalho pode acompanhar se seu funcionário está desenvolvendo algum tipo de doença do trabalho e pode, muitas vezes, acompanhar e tratar da doença, evitando que outras pessoas sejam prejudicadas. Portanto, é mais um motivo para investir na medicina do trabalho.

PPRA

O PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais é um programa estabelecido pela portaria nº 25/94 do MTE/SSST, que identifica riscos e situações que possam ferir a integridade física dos trabalhadores, através de ações de prevenção e controle dos riscos ambientais (ruídos, vibrações, calor, frio, radiações, gases, vapores, poeiras, bactérias, vírus e outros).

Ambos os documentos têm validade de um ano!

O QUE A MINHA EMPRESA É OBRIGADA A FAZER?

Atualmente são 36 normas regulamentadoras do Ministério do Trabalho e a realização dessas varia de acordo com  a atividade e número de colaboradores.

Se você quer saber a qual norma sua empresa precisa se adequar, sugerimos a realização de um DIAGNÓSTICO elaborado por um profissional da área, que irá pontuar exatamente suas necessidades.

Invista na medicina do trabalho. É um procedimento que tornará o trabalho de todos mais saudável e fácil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *