Menu
Central de vendas: 4113-6784 - 4113-0394 - 5051-0658
Central de agendamento de exames: 5051-1083
O Que é PPRA?

O que é PPRA?

Atualmente com o crescimento desenfreado de todos os tipos de negócios, algumas questões passaram a ter grande relevância para os mesmos.

Questões de melhor gestão e controle de processos, segurança do trabalho, sustentabilidade, entre muitas outras, hoje são importantes divisores de águas do mercado empreendedor.

Assim, cada vez mais cresce a preocupação com o ambiente de trabalho e a segurança que o mesmo proporciona ao trabalhador.

A gestão de segurança e medicina do trabalho nas empresas, vêm sendo uma grande aliada ao combate e prevenção de acidentes de acordo com os riscos que o ambiente oferece.

Por falar em segurança no ambiente de trabalho, você sabe o que é o PPRA?

O PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) é um programa que visa atentar para as condições de segurança do trabalho no ambiente empresarial em que o trabalhador desempenha suas funções.  

O PPRA é um documento fundamental e que todas as empresas devem implantar por determinação da NR 9 (Norma regulamentadora Nº 9), item 9.1.1.

Qual a importância do PPRA?

O PPRA é extremamente importante para visualização dos riscos envolvidos no ambiente de trabalho e gerir melhores recursos de minimização dos riscos do ambiente.

Desse modo, o PPRA é fundamental para se ter controle dos riscos que o ambiente proporciona ao trabalhador.

Quais empresas devem aderir ao PPRA?

Todas as empresas, independentes da quantidade de funcionários, devem implantar e manter o PPRA.

Isso porque a segurança do trabalhador no ambiente de trabalho é uma garantia dada por lei, e independente do número de funcionários, deve ser mantida e aplicada.

Como deve ser elaborado o PPRA?

O PPRA deve ser elaborado por estabelecimento.

Assim, uma empresa que mantém filiais ou ainda estabelecimentos de locais diferenciados, deve elaborar um PPRA para cada estabelecimento, tendo cada um seu próprio PPRA de acordo com o risco local.

Qualquer pessoa pode elaborar um PPRA?

O PPRA geralmente é um documento elaborado pelo SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho), este não é um procedimento obrigatório.

A NR 9 estipula que qualquer pessoa indicada pelo empregador, poderá elaborar o PPRA, sendo o empregador responsável pelo PPRA da sua própria empresa.

No entanto, esse tipo de documento deve ser elaborado por um profissional competente para analisar todos os riscos que envolvem o ambiente de trabalho e os processos que o envolvem.

Se a empresa não tiver SESMT, a mesma poderá optar pela contratação de uma empresa terceirizada ou ainda um profissional qualificado para elaboração do documento.

O que deve ficar bem claro é que o documento deve condizer com os riscos ambientais na sua elaboração, implantação, avaliação e cumprimentos das ações do PPRA.

O que deve ser levado em consideração no PPRA?

O PPRA é um programa cuja estrutura deve se levar em consideração às seguintes etapas:

  • Previsão e reconhecimento dos riscos envolvidos no processo e no ambiente de trabalho;
  • Estabelecimento de metas e prioridades de avaliação e controle da situação;
  • Avaliação da exposição dos trabalhadores aos riscos;
  • Implantação de medidas de controle e análise da eficácia da gestão;
  • Monitoramento contínuo dos riscos;
  • Registro de dados;

Qual a periodicidade deste documento?

O documento de PPRA tem validade de 1 ano e deve ser mantido em registro da empresa por no mínimo 20 anos, de acordo com recomendações da NR 9.

O documento deve sempre estar à disposição dos trabalhadores, assim como de qualquer um interessado na sua análise.

Por se tratar de um documento de ação contínua, ele deve ser sempre atualizado de acordo com as condições de ambiente.

E por se tratar do ambientes das empresas, a cada mudança de local, ou ainda de processos, os riscos evoluem ou ainda minimizam, o que gera uma necessidade constante de avaliação do documento.

É importante lembrar que a empresa deve sempre buscar melhorias nos seus processos, de modo a minimizar os riscos aos trabalhadores que atuam nos mesmos.

Isso é mais que uma atitude obrigatória para as empresas, isso é cidadania e respeito com os seus colaboradores!

Pense nisso!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *